27/08/2012

Água é vida


Nasce, e tranquilamente, abre-se no seu espaço
Do leste ao oeste, de cima a baixo, rega seu reino,
Num espelho que vai guiando os passos;
Seu tom adamantino, ao sol, sem treino
Diário, protege da sede o gado
O pássaro cantor, o menino no seu feno!
A vida corre através das gotas cristalinas
A água é vida que se mantém, que nada discrimina!...

¨


23/08/2012

AGONIA



AGONIA


Me sinto tão só, 
um aperto tão forte aqui dentro, no peito,
que vazio...
Sinto vontade de chorar.

No dia em que você foi embora,
foi consigo o meu coração;
o que eu tinha de mais lindo
chora baixinho, sozinho aqui dentro
trêmulo por esta emoção.

É como se não houvesse melodia,
minha estrela não mais brilhou;
apenas vagueio com vida,
a espera da grande partida,
deixando aqui neste chão 
as lembranças e marcas profundas,
causadas por esta solidão.

Preciso abdicar esta dor,
mas não sei o que fazer para parar,
meus olhos se enchem de lágrimas, 
não dá mais, 
tenho de chorar.
Estou desaparecendo a cada dia 
por estar tão só.

                                                                                                               Mirianeide Cândido

Dificil é amar quem não se ama

 
"É fácil amar o outro na mesa de bar, quando o papo é leve, o riso é farto, e o chope é gelado. É fácil amar o outro nas férias de verão, no churrasco de domingo, nas festas agendadas no calendário do de vez em quando. Difícil é amar quando o outro desaba. Quando não acredita em mais nada. E entende tudo errado. E paralisa. E se vitimiza. E perde o charme. O prazo. A identidade. A coerência. O rebolado. Difícil amar quando o outro fica cada vez mais diferente do que habitualmente ele se mostra ou mais parecido com alguém que não aceitamos que ele esteja. Difícil é permanecer ao seu lado quando parece que todos já foram embora. Quando as cortinas se abrem e ele não vê mais ninguém na plateia. Quando o seu pedido de ajuda, verbalizado ou não, exige que a gente saia do nosso egoísmo, do nosso sossego, da nossa rigidez, do nosso faz de conta, para caminhar humanamente ao seu encontro. Difícil é amar quem não está se amando. Mas esse talvez seja, sim, o tempo em que o outro mais precisa se sentir amado. Eu não acredito na existência de botões, alavancas, recursos afins, que façam as dores mais abissais desaparecerem, nos tempos mais devastadores, por pura mágica. Mas eu acredito na fé, na vontade essencial de transformação, no gesto aliado à vontade, e ,especialmente, no amor que recebemos, nas temporadas difíceis, de quem não desiste da gente."
                                                                                                                                                                                                                                                                                      Cissa Soares

TEMPO DE AMAR



Há muito não paro o tempo,
que corre como o vento,
para falar-te com uma caneta,
de amor, beijos e sentimento.

É gostoso escrever-te, fazer do papel um coração,
e da caneta uma flecha cheia de paixão,
rasgar nossos anseios, e enchê-los de desejos,
tudo isso com os olhos, sentado em uma cadeira 
com pensamentos de asas, voando a imaginação.

São mágicos estes momentos, em que paramos esta corda
que arrasta o tempo, envelhecendo com as barbas do velho Odin,
e fazemos de um instante só, uma vida, eternidade,
simplesmente porque vemos manchados no papel,
o reflexo do que somos, quando abrimos o coração,
e escrevemos como se fosse canção,
o amor que sentimos por alguém,
e podemos agir como crianças,
e dizer com tanta pureza, que ama, e que gosta de ser amada.

Como é bom esta viagem, em forma de paixão
que conduzem nossos espíritos, em forma de paixão
e vamos além da eternidade, nim momento,
que dura tanto, e passa logo, mas que marca para sempre.

É bom escrever-te, me deixa tão criança, tão vivo, 
me faz amar-te mais, me faz desejar-te mais.
É bom ter-te, querida assim tão perto quando começo a pensar;
te amo, como a eternidade,
TE AMO.                                                                                 
                                                                                                                        MIRIANEIDE CÂNDIDO

NÃO MORRA


Me abrace mais uma vez,
e abranda agora minha dor,
não sabia que partiria agora,
sem despedir, sem falar de amor.

Por Deus, respire neste momento,
ou então me leve com você 
por este caminho entre as estrelas
e não me deixe aqui a sofrer.
Com sua perda, o que vou fazer?

Acorda, por favor acorda,
e me deixe mais uma vez amar você,
não permita que a morte, 
venha agora lhe adormecer.

Se eu soubesse que partiria
me deixando o entardecer, 
teria te amado tanto,
que não desejaria nunca morrer.

Teria sido mais amigo,
ficaria mais tempo ao seu lado,
lhe beijaria o quanto pudesse,
e lhe faria sentir o quanto é amada.

Mas ela veio...
Me roubou você 
levou-lhe para as estrelas.
Por que? morte, por quê
volte, por favor volte,
ou então, me leve com você.

                                                                                                  MIRIANEIDE CÂNDIDO


DESENCARNAR



DESENCARNAR
Aqui em meu leito,
fixo meus pensamentos em ti,
me torno energia,
desprendendo deste meu corpo mortal.

Flutuo até onde estás
e pelas frestas da porta, 
invado teu castelo dourado
e em silêncio fico a te observar.

Entro em teu quarto sinistramente, 
deito em tua cama e fico a te contemplar,
te vejo trocar de roupas, 
acaricio teus cabelos,
beijo teu lindo corpo...
Fico velando pelo teu sono, 
imaginando teus sonhos,
desejando estar neles,
querendo incorporar-me em ti,
apoderar-me de tua alma.

Meu corpo??
Voltei..., me achei lindo 
a paz de teu sono me fez adormecer sorrindo.
                                                                                                     MIRIANEIDE CÂNDIDO

RECORDAÇÕES

RECORDAÇÕES

Chuva e lembranças,
dueto afinado, 
basta que caia deste teu céu nublado,
e as lembranças surgem deste meu passado.
Meus olhos se enchem de lágrimas,
não dá mais,
tenho muito que chorar...

Fico aqui pensando, tentando me responder 
a razão de viver, sem entender o porquê,
de sofrer tanto, chorar para vencer,
amar tanto e ter de esquecer,
lutar tanto, e por tão pouco e 
depois ter que morrer.

Vejo meu passado lentamente passar, 
vai junto com a enxurrada a navegar,
Estas minhas alegres e tristes lembranças,
leve-as até ao mais profundo que encontrar,
e sepulte lá meus segredos,
bem junto aos mistérios do mar.
                                                                                                       MIRIANEIDE CÂNDIDO

SEDUÇÃO

sedução






Não, não fale nada agora, deixe-me apenas olhar para este teu
rosto, para este teu corpo, tão lindo, tão gostoso.
Fique assim a me olhar, a me desejar, 
serena e tranquila, e me ame assim antes de me tocar, 
para que eu sinta a energia que sai deste teu corpo, 
e sacie meus desejos loucos, de querer te agarrar, te morder,
te sarrar, de sentir teu corpo como sinto o teu olhar, de 
querer tua boca como o querer te amar.
Me toque lentamente, no meu peito a palpitar, sinta meu fogo
ardente que circula sem parar, queimarei teus lábios meigos
com meus beijos molhados, por querer me saciar.
Prenderei-te em minha cintura com braços fortes e potentes,
e serás meu aguardente a alucinar minha mente, e doparei 
meu juízo, por ser teu eternamente.
Dançaremos bem juntinhos, com musiquinha apaixonante,
boca a boca, corpo a corpo, assim... Bem relaxante;
te direi sou teu tarado, e dirás ; sou tua meu amado,
e assim te farei minha escrava, ... ou senhora?
Não importa, assim que te beijar, sairemos por esta janela
voaremos bem distante de tudo e de todos, e quando voltarmos
decidiremos isto, pois agora quero apenas te amar.

                                                                                                             MIRIANEIDE CÂNDIDO

ALUCINAÇÃO

ALUCINAÇÃO



É tão fácil te encontrar,
basta estar só
e de repente você aparece,
mística, linda, atraente, 
como estrela reluzente.

Basta estar sozinho,
e apenas um pensar,
e ali você está,
me tentando, enlouquecendo,
e me deixando ainda mais só.

Basta fechar os olhos
e logo você vem,
me gelando a alma,
me aquecendo o sangue,
deixando-me perdido aqui comigo.

Basta me isolar,
e ali está você a me provocar,
a magoar ainda mais me coração.

E assim como vem,
como um fantasma a me assustar,
parte também, com a chegada de alguém.

Mas você volta,
basta estar só.
Por favor..., Vá embora,
não me faça mais chorar.

                                                                                                                                            Glaúcio Tacchi

14/08/2012

Compartilhar o bem

Se vocês gostam de alegria em sua família não curtem fotos triste de outros, porque algum dia pode vir lhes acontecer. Tristeza dos outros não é bom compartilhar, ainda mais com crianças. Na certa eles queriam o filho saudável. Deus está em todas as coisas principalmente em coração que compartilha o bem sem desejar o mal. DEUS é consolador! 

                                                                                MIRIANEIDE CÂNDIDO

09/08/2012

Pecado e Desobediência



 Cedo ou tarde o pecado cobra um alto preço.
Desde que nossos primeiros pais, Adão e Eva, 
perderam o direito à árvore da vida por causa 
da desobediência, do pecado, 
o ser humano tem sentido o amargo gosto da morte.
e sempre quando ela chega arranca de nós as 
pessoas que amamos.

Enquanto estivermos aqui neste mundo, 
seremos sempre surpreendidos com notícias tristes.
E á uma solução: Através do sangue de Jesus.

 Só através do sangue de Jesus podemos ser curados, libertados, sarados e restaurados, só Ele tem este poder da Graça e Misericórdia.

                                                                                                                                                        MIRIANEIDE CÂNDIDO

08/08/2012

PALÁCIO de PAPEL


Oh! Que pena
Você não é mais a minha insperação.
Mas sempre vou me lembrar de uma rua onde...
 ... Aconteceu um fracasso.

Cheguei e fiquei. 
Não participo mais da inundação
De uma avenida.

Mas sempre vou me lembrar de um silêncio
Que me disse um não.

Sempre vou me lembrar
Que ninguém vive de poesia
Que pela nova oportunidade
 Eu voltei.

Eu tenho medo do fogo
Me escondo da chuva.

Mas sempre vou me lembrar que
minhas asas são de acetinado,
Coladas com cola de milho.
Posso voar, mas estou andando em 
adesivo brilhante.  
Tenho correntes e quero ficar.

Eu me escondo no Palácio de papel
Não mais posso voar.   
                                                                              Mirianeide Cândido  

Alvorecer

Quando a noite dos meus sonhos 
penetrar no alvorecer da realidade
Eu verei você

Direi então que te amo
Vou dizer que amo você numa canção
Mesmo que a canção seja despida 
De versos sensíveis e bonitos

Eu direi que te amo, com o íntimo
Meu íntimo sorriso, marcado,

Contudo ainda sensível.
         
                                                                                                     Mirianeide Cândido

Aparências

Pertinho de mim o coração soluçava 
falava quando um dia esperava
...Por uma passagem noturna de volta...

O coração pertinho de mim ficava sonhando,
sorriso para ver se voltava
E um raio o trouxe iluminado do céu...

A lua iluminou teu rosto e as aparências espedaçaram
              enganavam
O que o coração mostrava... não importa iluminado, mas real, era você.

Tomei-te por um instante.
E o raio o partiu (pobre coração) destruindo o que 
havia de mais belo em ti 
O ser você!  Tudo não se passou de um sonho!                                                               
                                                                                   Mirianeide Cândido   

Um sorriso

Um sorriso não custa nada, mas cria muitas coisas.
Dura só um momento, mas sua lembrança perdura pela vida a fora.
Não se pode comprá-lo, mendigá-lo, pedi-lo emprestado ou roubá-lo.
Não tem utilidade enquanto não é dado.
E por isso se no seu caminho encontrares uma pessoa

por demais cansado para lhe dar um sorriso, deixa-lhe o seu,
pois ninguém precisa tanto de um sorriso quanto
aquele que não tem mais um a oferecer.
Seu sorriso será tão precioso para esta pessoa
que no momento que ela receber ela sentirar a magia
da felicidade incendiar o seu viver, e ela de gratidão
lhe retornará um belo e meigo sorriso.
Por isso minha querida amiga, conserve este brilho
de alegria em seu rosto, pois mesmo que você não
perceba através do seu sorriso, você transmite para
as pessoas que caminham ao seu lado forças, alegrias e coragem!


                                                                                                                          Erica Nunes Couto

07/08/2012

Sábias Palavras



"Tudo o que nos faz feliz ou infeliz serve 
para montar o quebra-cabeça da nossa vida, 
um quebra-cabeça de cem mil peças… 
Não há nenhuma peça que não se encaixe.
Todas são aproveitáveis. 
Como são muitas, você pode esquecer de algumas,
 e a isso chamamos de “passou”. 
Não passou. 
Está lá dentro, meio perdida, 
mas quando você menos esperar, 
ela será necessária para você completar o jogo 
e se enxergar por inteiro."

                                                                                                            Martha Medeiros

Estrada do Sol



É de manhã, vem o sol mas os pingos da chuva que ontem caiu
Ainda estão a brilhar, ainda estão a bailar ao vento alegre que nos trás esta canção


Quero que você me dê a mão
Vamos sair por aí sem pensar no que foi que sonhei, que sofri, que chorei
Pois a nossa manhã só nos fez esquecer
Me dê a mão, vamos sair pra ver o sol

É de manhã, vem o sol mas os pingos da chuva que ontem caiu
Ainda estão a brilhar, ainda estão a bailar ao vento alegre que nos trás esta canção

Por aí, sem pensar no que foi que sonhei, que sofri, que chorei
Pois a nossa manhã só nos fez esquecer
Me dê a mão, vamos sair pra ver o sol

Quero que você me dê a mão
Vamos sair por aí sem pensar no que foi que sonhei, que sofri, que chorei
Pois a nossa manhã só nos fez esquecer
Me dê a mão, vamos sair pra ver o sol

É de manhã... 
                                                                                         Dolores Duran

06/08/2012

Uma nota, uma estrofe e um refrão.

                                                                                                                                                                               Ana Nunes

Qualquer coisa

                                                                                                                                                                            Ana Nunes

Inspiração

Eu encontro inspiração em qualquer banco - de metrô, de ônibus, de estação, de praça... Sento em qualquer grama, em qualquer canto e escrevo. Enquanto assisto TV (como agora!), escrevo. Enquanto ouço música, escrevo. ESCREVO!
Que saber mais de mim? Tenha tempo. Goste de leitura, se envolva com as palavras e tenha muita paciência com todas as minhas contradições. Com a minha mudança de humor. Com meu exagero pra tudo, com tudo. E com meu desejo de ser inteira, pelo menos alcançar um por cento, de tudo que escrevo.

Enquanto isso, me reinvento.
(Só não sei por quantas vidas essa "enquanto incerteza" vai durar. Mas não importa! Escrevo por isso também!)
                                                                 Ana Nunes

Ciranda da noite (espanta mau amor e faz o sono chegar)


"(...) Dorme, amor. Dorme. O boi da cara boa é quem 'tá vindo te pegar. Se essa rua fosse minha eu mandava jardinar. O anel que tu me deste era sonho e acordou. Não era amor o que me tinhas, era nada e o gato não comeu como eu pensava, foi o vento quem levou. Vamos todos cirandar. Vamos dar mais uma volta e o nosso amor renovar."
                                                                                                                                                               Ana Nunes

Receita pra deixar doer


Eu me reinvento. Misturo todas as minhas lembranças, só as boas, e aumento a dose da alegria nelas...
Espero cinco minutos. Vou pra frente do espelho. Me vejo. Me olho. Me sorrio. Forço o sorriso uma vez. Forço o sorriso duas. E mais algumas. Até parecer patética. Até poder rir de verdade, mesmo que de mim.
Deito. Ouço música. Espalho palavras no teto. Mudo as melodias. Canto sem ritmo. Choro um pouco.
Penso no que pode ser melhor. Em tudo que já foi bom.
Me desligo. E não ligo pra ninguém (só pras palavras que espalhei no teto).
Brinco de criar laços. E desfaço alguns nós.
E sinto. Sinto muito por tanta coisa...
E sofro.
E choro mais.
E lembro.
E dói.
E deixo doer.

Deixo o pesar se transformar no que ele quiser.
Não perco o controle. Ou perco. Tanto faz!
Abraço o travesseiro. Me agarro à minha dor. Soco o vento. O tempo. E choro mais. Até o sono me pegar.
Tão teatral. Tão igual. Tão mesmo àquela outra perda. E ainda assim parece novo. Pareço oca. Pareço nunca ter me sentido pior.
Até a cara amassada do dia seguinte parecerá nova.
Então, deixo a dor ser dor.
(Não dá pra ser leve e feliz sempre.)
Serei apenas eu, muito doída, e está de bom tamanho.

(O que não quero mais é parcelar minhas dores em cinco vezes com juros.).

                                                                                                                                                                               Ana Nunes

Alguém pode me ouvir?


Como é bom acordar com uma oração na alma e o coração cheio de uma paz inexplicável. Eu estava com saudade de me sentir leve, de bem comigo e com minhas faltas.
Hoje eu quero agradecer. Acordei disposta a jogar tudo fora, essas coisas guardadas ocupam muito espaço e dá um trabalhão empilhar e empilhar (vai que uma hora despenca em minha cabeça?!). Acordei disposta a alcançar a perfeição, sei que é uma tarefa complicada e até impossível, mas alguém aí acha que eu não devo tentar? Eu confio em tentativas. Boto a maior fé em quem mete a cara e arrisca tudo, topa qualquer coisa pra seguir em frente. Pra não parar nunca! Então, eu vou seguir. Com o peito aberto, sem maquiagem borrada, disposta! Eu estou DISPOSTA! Dormi intensa e acordei ligeira. Quero que o dia dure quarenta e oito horas e que essa chama em meu peito me aqueça até amanhã, e depois de amanhã também. Não vou ficar quieta. Já cantarolei propagandas, conversei horrores e ainda tenho muito o que dizer. Fiz orações silenciosas. Faltou fôlego. E vou contar muitos casos ainda.
(Quando o assunto acabar eu invento!)

Me embrulhei pra presente: alguém pode me ouvir?


                                                                                                                                                                                     Ana Nunes

04/08/2012

Metade de mim

Porque metade de mim é o que eu grito.
Mas a outra metade é silêncio. 
Porque metade de mim é partida mas a outra 
metade é saudade.
Porque metade de mim é o que ouço mas 
a outra metade é o que calo.
Que o medo da solidão se afaste
e que o convivo comigo mesmo, se torne ao
menos suportável. 
porque metade de mim é a 
lembrança do que fui. 
A outra metade eu não sei. porque metade de mim
é abrigo mas a outra metade é cansaço. 
porque metade de mim é amor e a outra metade também.
                                                                                                                    Mirianeide Cândido

Cuidando bem de mim

 
Tô relendo minha vida, minha alma, meus amores
Tô revendo minha vida, minha luta, meus valores
Refazendo minhas forças, minhas fontes, meus favores
Tô regando minhas folhas, minhas faces, minhas flores

Tô limpando minha casa, minha cama, meu quartinho
Tô soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho

Tô bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho

Escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho
Estou podando meu jardim
Estou cuidando bem de mim.

                                                                                                                                                                                        Rogério Luiz - Meu jardim Vander lee

Quando tudo vai bem

"Nunca sei se estou lendo perfeitamente a situação,eu sou meio minhoca pra essas coisas , não sou exatamente o tipo de cara que sabe o que fazer. Sempre acho que, na verdade, isso que eu acho que é , nunca é . E que eu vou levar um fora na metade do caminho até a boca dela. [...] Então prefiro ficar na minha, até que a fruta caia no meu colo de tão madura. Se eu fecho os olhos e imagino, a cena fica boa ,
mas eu olho pra ela e minha boca parece estar em Madrid e a dela em Tóquio. Quando tudo vai bem é
porque chegou a hora de alguma
coisa dar muito errado."
                                                                                                                                    - Gabito Nunes.

O chão é a cama



O Chão é a cama para o amor urgente,
O amor não espera ir para a cama.
Sobre o tapete no duro piso,

a gente compõe de corpo a corpo a última trama.
E para repousar do amor, vamos para a cama!

                                                                               
                                                                                                           Carlos Drummond de Andrade

MAIS UMA VEZ


Duas estradas
confundindo-se
em curvas e contra curvas
duas linhas
aproximando-se,

fazendo com que o principio de uma
se torne no fim da outra,
dois limites
feitos de cabeça,tronco e membros,
feitos de boca,
feitos de seios,
feitos de sexo,
envolvendo-se,
aconchegando-se,
fazendo com que tudo junto se torne
no profundo buraco negro
onde eu hoje mais uma vez me afundo.
                                                                                         
                                                                                        Miranda Monteiro