23/08/2012

RECORDAÇÕES

RECORDAÇÕES

Chuva e lembranças,
dueto afinado, 
basta que caia deste teu céu nublado,
e as lembranças surgem deste meu passado.
Meus olhos se enchem de lágrimas,
não dá mais,
tenho muito que chorar...

Fico aqui pensando, tentando me responder 
a razão de viver, sem entender o porquê,
de sofrer tanto, chorar para vencer,
amar tanto e ter de esquecer,
lutar tanto, e por tão pouco e 
depois ter que morrer.

Vejo meu passado lentamente passar, 
vai junto com a enxurrada a navegar,
Estas minhas alegres e tristes lembranças,
leve-as até ao mais profundo que encontrar,
e sepulte lá meus segredos,
bem junto aos mistérios do mar.
                                                                                                       MIRIANEIDE CÂNDIDO