06/08/2012

Inspiração

Eu encontro inspiração em qualquer banco - de metrô, de ônibus, de estação, de praça... Sento em qualquer grama, em qualquer canto e escrevo. Enquanto assisto TV (como agora!), escrevo. Enquanto ouço música, escrevo. ESCREVO!
Que saber mais de mim? Tenha tempo. Goste de leitura, se envolva com as palavras e tenha muita paciência com todas as minhas contradições. Com a minha mudança de humor. Com meu exagero pra tudo, com tudo. E com meu desejo de ser inteira, pelo menos alcançar um por cento, de tudo que escrevo.

Enquanto isso, me reinvento.
(Só não sei por quantas vidas essa "enquanto incerteza" vai durar. Mas não importa! Escrevo por isso também!)
                                                                 Ana Nunes