23/08/2012

DESENCARNAR



DESENCARNAR
Aqui em meu leito,
fixo meus pensamentos em ti,
me torno energia,
desprendendo deste meu corpo mortal.

Flutuo até onde estás
e pelas frestas da porta, 
invado teu castelo dourado
e em silêncio fico a te observar.

Entro em teu quarto sinistramente, 
deito em tua cama e fico a te contemplar,
te vejo trocar de roupas, 
acaricio teus cabelos,
beijo teu lindo corpo...
Fico velando pelo teu sono, 
imaginando teus sonhos,
desejando estar neles,
querendo incorporar-me em ti,
apoderar-me de tua alma.

Meu corpo??
Voltei..., me achei lindo 
a paz de teu sono me fez adormecer sorrindo.
                                                                                                     MIRIANEIDE CÂNDIDO