06/08/2012

Alguém pode me ouvir?


Como é bom acordar com uma oração na alma e o coração cheio de uma paz inexplicável. Eu estava com saudade de me sentir leve, de bem comigo e com minhas faltas.
Hoje eu quero agradecer. Acordei disposta a jogar tudo fora, essas coisas guardadas ocupam muito espaço e dá um trabalhão empilhar e empilhar (vai que uma hora despenca em minha cabeça?!). Acordei disposta a alcançar a perfeição, sei que é uma tarefa complicada e até impossível, mas alguém aí acha que eu não devo tentar? Eu confio em tentativas. Boto a maior fé em quem mete a cara e arrisca tudo, topa qualquer coisa pra seguir em frente. Pra não parar nunca! Então, eu vou seguir. Com o peito aberto, sem maquiagem borrada, disposta! Eu estou DISPOSTA! Dormi intensa e acordei ligeira. Quero que o dia dure quarenta e oito horas e que essa chama em meu peito me aqueça até amanhã, e depois de amanhã também. Não vou ficar quieta. Já cantarolei propagandas, conversei horrores e ainda tenho muito o que dizer. Fiz orações silenciosas. Faltou fôlego. E vou contar muitos casos ainda.
(Quando o assunto acabar eu invento!)

Me embrulhei pra presente: alguém pode me ouvir?


                                                                                                                                                                                     Ana Nunes