26/04/2012

INCONSTÂNCIA


Eu sou inconstante como as ondas do mar 
Qu vagam durante a noite pelas ruas do oceano!

Eu sou inconstante como o ponteiro de um relógio 
Que anda, anda e nunca sai do lugar!

Eu sou inconstante como as chuvas de verão
Que caem sem porque e molham com vontade!

Eu sou inconstante como a primeira rosa
Que ao menor vento 
Joga suas pétalas ao chão e se desfaz em sonhos! 
                                                                 (Mirianeide)