26/04/2012

Ensaio

Aqui neste quarto íntimo
Meus pensamentos vivem
Minhas fantasias vibram
Minhas  fossas se curam
Meu amor se encontra

Aqui neste mundo vivo
Minhas coisas se acomodam
Minha vergonha dorme
Minha fala ousa
Meus olhos passeiam

Aqui neste quadrado quente
Minha mão encontra outra
Minha boca beija boca
Minha amada me declara
Seu amor, sua tara

 Aqui neste chão fecundo 
Vou plantar minhas raízes
Vou rezar, vou procriar
Vou viver, vou apanhar
Vou morrer, 
Vou AMAR ...
... VOCÊ.
                                                             (Mirianeide)